InícioNotícias para o MEIPGDAS: o que é, como emitir passo a passo e valor de...

PGDAS: o que é, como emitir passo a passo e valor de tributos

Por Total MEI

Web Stories

O Programa Gerador do Documento de Arrecadação do Simples Nacional, também chamado como PGDAS, é um sistema que permite que as empresas que estão dentro do Simples Nacional e até  mesmo quem atua como MEI, tenha acesso ao DAS que é um boleto que se deve ser pago a cada mês e que conta com p valor dos tributos cobrados de acordo com o porte de empresa e p sei faturamento.  

Geralmente, o valor do DAS é variável de acordo com cada mês, mas ainda  existem algumas exceções como é o caos do MEI, microempreendedor individual que pode faturar o valor de até R$ 81 mil por ano ao mesmo tempo em que se pode contratar até um colaborador.  Empresas deste porte devem pagar o valor fixo de acordo com a categoria que varia de R$ 61,6 até R$ 66,6. 

Em suma, é como se o PGDAS emitisse que o empreendedor e pessoa jurídica conseguissem calcular o valor que tem que pagar de tributos de acordo com cada mês. Os tributos que mais estão sendo cobrados pela União atualmente estão sendo  ICMS — Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e Sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação, ISS — Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza e CSLL — Contribuição Social sobre o Lucro Líquido.

Veja aqui o passo a passo de como emitir o PGDAS

  1. O primeiro passo para emitir o PGDAS a cada mês é acessar a página do Simples Nacional nos seus mecanismos de buscas. 
  2. Depois disso, deve-se clicar na aba de “PGDAS-D e DEFIS” que está localizada ainda no campo da direita da sua tela.
  3. Por fim, clique na aba de certificado digital – ele é obrigatório para que se consiga acessar de forma prática e mostrar que realmente é o empreendedor que está tentando obter acesso a informações digitais da União. 
  4. Depois de logar é necessário que o cidadão clique na aba de “Regime de Apuração” e em “OPTAR”.
  5. Por fim, selecione qual é o mês e o ano base de emissão dos tributos para emitir o boleto que conta com o prazo de vencimento de até um mês. 
  6. Clique em salvar Demonstrativo e pronto! Agora basta pagar os seus tributos como está previsto em lei e no prazo para que não haja a adição de multas. 

Veja tutorial simplificado  em um vídeo – aprenda de forma prática e em questão de minutos

- Continua Depois da Publicidade -
- Publicidade -

Leia Também

MEI Rural: quais as regras e como funciona

0
O MEI Rural é um programa do Governo Federal que visa formalizar e estimular o empreendedorismo rural.  Para isso, oferece condições especiais para quem quer...

MEI: 5 vantagens que você precisa conhecer

0
Ser MEI pode trazer uma série de vantagens para você e o seu negócio e é uma ótima alternativa para quem quer ter um...