Notícias para o MEI

Sites falsos fingem que abrem MEI gratuitamente para roubar seus dados!

29/01/2023

De acordo com o que foi publicado pelo CanalTech, é estimado que alguns sites falsos estejam fingindo que abrem o MEI gratuitamente para que roubem os dados do empreendedor que tem interesse em abrir a sua pessoa jurídica pela internet sem que tenha que pagar nada por isso.

Em suma, esses dias estão sendo divulgados nas redes sociais como no Facebook como uma forma rápida e prática de abrir o CNPJ sem que haja nenhuma dificuldade.

E, devido a falsas promessas de praticidade, está atraindo muitas pessoas.

O que acontece é que há a aplicação de golpes para roubar dados do usuário como endereço e CPF.

Outro golpe que está sendo aplicado neste ano para quem atua como MEI é sobre o DAS falso.

Muro empresários da categoria não sabem como fazer emissão do DAS, que é boleto que conta com os impostos e contribuições para a previdência de quem atua como MEI.

E, deste modo, contadores golpistas entram em contato com o MEI afirmando que estariam emitindo a guia de forma gratuita e enviado para o WPP a cada mês.

O que acontece é que o usuário somente conseguiria pagar o valor dos seus impostos pelo QR Code do Pix ao apontar a câmera do celular.

Logo, ao pagar pelo PIX, não é mais possível ter acesso ao valor de volta.

O que acontece é que as pessoas estavam pagando por meses e nunca desconfiaram que o boleto era falso e que não estavam realizando o pagamento do DAS real.

  Depois de muito tempo descobriram porque aparecia a cobrança de multas da Receita Federal porque o valor real do DAS não estava sendo pago – sem contar ainda que além de  ter que pagar de novo, não conseguiram pegar o valor novamente.

Uma das formas de evitar a aplicação de golpes do PIX no MEI é emitir o boleto do DAS através do próprio site do Simples Nacional em que se deve informar  o número do CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica).

Depois disso, selecione a opção de pagamento e o mês que deseja antecipar a fatura.

O boleto tem até um mês para ser pago antes de vencer e começar a render multas e juros que podem chegar a 20% e ocasionando a entrada do MEI para a dívida ativa.