Abriu ou quer abrir um negócio? Não sabe por onde começar, né? Não tem problema. Isso é normal quando a gente está começando algo novo. É por isso que estamos aqui para te ajudar. Hoje vamos apresentar dúvidas que costumam ser mais frequentes em relação ao MEI. Vamos lá:

O que é o MEI?

MEI é o Microempreendedor Individual. Em outras palavras, é um empresário dono de um pequeno negócio. A categoria foi criada pelo Governo Brasileiro em 2008. Por lei, uma parte dos ganhos de toda atividade que envolve dinheiro deve ser paga como imposto. Não importa quão pequenos esses negócios sejam.

Antes de o MEI ser criado, muitos empreendedores não tinham condições de estar dentro da lei, seja pela dificuldade ou pelo custo. Depois da criação da categoria de microempreendedor, não só o Governo passou a receber mais impostos desses profissionais, como também eles passaram a ter alguns benefícios. Por exemplo: um MEI poder exercer sua atividade com segurança ou contar com auxílio financeiro em caso de doença.

Como criar um MEI?

Uma de suas grandes vantagens é a praticidade. Tudo que o envolve costuma ser fácil e pode ser feito de graça. O próprio Governo disponibiliza várias soluções através do site Portal do Empreendedor. Criar um novo MEI é gratuito e muito intuitivo. Para começar, basta acessar o site de inscrição.

Você vai precisar de uma conta gov.br. Mas se ainda não tiver uma, não tem problema. É só clicar no botão indicado na página e criar. A mesma coisa na hora de fazer um MEI. Preencha os formulários adequadamente, com as informações solicitadas. Ao final, você receberá seu cartão de inscrição. Sempre que precisar, você poderá usar esse mesmo site para acessá-lo.

Quanto custa ter um MEI?

Todo mês, o empreendedor tem que pagar o Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS). É como se fosse um boleto que te dá o direito de ter seu negócio. Custa um pouco mais que R$50, variando de acordo com a atividade que você exerce. Ao fazer isso, o empresário automaticamente paga todo imposto que precisa para trabalhar, como o INSS.

Mais uma vez, é possível usar o site do Portal do Empreendedor para gerar a guia de pagamento. Se preferir, pode cadastrar seu MEI no nosso aplicativo, gerar a guia todo mês e acompanhar o histórico. Além, claro, de acessar outras funções, como declaração de imposto de renda ou emissão de notas fiscais, quando for preciso.

Por que pagar por um aplicativo para MEI, se é possível fazer quase tudo de graça?

Na internet, você vai encontrar muitas soluções gratuitas para pequenos negócios. Nós, da Total MEI, inclusive, oferecemos várias. Se é possível fazer quase tudo sem custo enquanto MEI, por que pagar por um serviço profissional para cuidar desses detalhes?

Porque se você não quer se preocupar com esses tipos de dúvidas, se acha que não tem tempo para fazer isso, ou tem medo de errar ao declarar seus impostos, nós podemos fazer isso por você. Dessa forma, poderá se preocupar com o que realmente importa: manter seu negócio funcionando!

O Aplicativo Parceiro do MEI

Você que possui CNPJ MEI, conheça aplicativo parceiro do MEI que possui tudo que o Micro Empreendedor Individual precisa para cumprir suas obrigações, fazer a gestão financeira do negócio e garantir sua tranquilidade e direitos. Entre as principais funções do aplicativo, destaca-se:

  • Maquininhas de Cartão para receber de clientes;
  • Impressão e código de DAS de imposto;
  • Gerenciador Financeiro Simplificado;
  • Serviços e Planos de Suporte ao MEI;
  • Administração e Envio da Declaração Anual;
  • Status e Solicitação de Direitos do MEI;
  • Emissão de NFe de Produtos;
  • Emissão de NFSe de Serviços;
  • Emissão de Certidões e Comprovantes;
  • Notificações que não te deixam esquecer de nada;
  • e muito mais…

O aplicativo para MEI está disponível para Android (clique aqui para instalar), iOS (clique aqui para instalar) e também na versão web (clique para acessar).